Área do aluno

Mídia / Jornal Fera

Três coisas que universidades levam em consideração na hora de dar uma bolsa de estudos

23/03/2017

Você pretende concorrer a uma bolsa de estudos? Então, antes de iniciar o processo, há questões fundamentais que você deve saber! A Universia Brasil, direto da segunda edição da Expo Educação Austrália e Nova Zelândia, traz algumas dicas do que é preciso ter e fazer antes de aplicar para uma bolsa. Confira!

VOCÊ TEM A QUALIFICAÇÃO?

Apenas vontade não é suficiente para obter uma bolsa de estudos, é preciso mostrar para a universidade por que é positivo para ela ter você como estudante. Pense na bolsa como uma troca: a instituição financia o estudo e, em alguns casos, a estadia e a acomodação e, em retorno, você contribui intelectual ou academicamente com ela. Não adianta aplicar para um bolsa sem ter qualificação para mesma. Pense que você será avaliado e estará competindo com estudantes do mundo todo, logo, é necessário se destacar. Mas como se destacar se você não está qualificado para a vaga?

O PERFIL CERTO PARA A VAGA CERTA

Às vezes, até mesmo quem é extremamente qualificado não consegue uma bolsa. Isso pode estar relacionado ao perfil que a universidade procura. Por essa razão, antes de começar a sua inscrição, é fundamental conhecer a fundo a instituição e buscar qual tipo de estudante ela quer. Trata-se de uma universidade mais voltada à pesquisa? Técnica? O que exatamente ela quer? Isso é fundamental, pois, você saberá se atende ao esperado e também se a instituição poderá propiciar as vivências e experiências que você deseja.

HISTÓRICO DE DESTAQUE

Não basta estar qualificado, é preciso ter se destacado. Tudo o que você fez na sua área e que de alguma forma colaborou para a sua formação deve ser levado em conta. A lógica é simples: antes de dar continuidade a sua carreira e aos seus estudos, é preciso ter se destacado e contribuído com o seu próprio país. Se você não possui um histórico acadêmico bom, não tem experiência na área em que atuou e não possui trabalhos para apresentar à faculdade, talvez seja melhor esperar.

Não há nada de errado em levar alguns anos a mais para montar um bom portfólio e tentar uma bolsa. Pense que quanto mais preparado e qualificado, maiores são as chances de aprovação. Se for preciso, tome mais tempo para melhorar o seu currículo - acadêmico e/ou profissional -, afinal, ele que fará toda a diferença na hora da universidade escolher seus bolsistas.

DICA IMPORTANTE


Seja sincero com você mesmo e com a universidade que você está interessado antes de dar início ao processo. Como explicamos, uma bolsa de estudos é mais do que uma chance de estudar gratuitamente, é uma troca. Se por um lado a instituição te dá o conhecimento e a oportunidade, você também deve ter uma "bagagem" para contribuir. Esse é, na verdade, o fator que faz com que universidades busquem alunos estrangeiros: descobrir de que formas pessoas com outras vivências e visões podem contribuir e acrescentar a elas.

EXPO EDUCAÇÃO AUSTRÁLIA E NOVA ZELÂNDIA


A Expo Educação Austrália e Nova Zelândia é uma feira de intercâmbio que acontece em 23, 25, 26 e 28 de março e percorrerá Porto Alegre, Curitiba, São Paulo e Belo Horizonte, respectivamente. A entrada no evento é gratuita. Organizada pela LAE Educação Internacional, consultoria especializada em intercâmbio, a Expo tem como objetivo aproximar os estudantes das universidades da Oceania. A Universia Brasil fará uma cobertura especial sobre a feira.

Fonte: Fonte: Sttela Vasco - Universia Brasil | Foto: Shutterstock